segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Tres anos sem droga... renascendo...racionalizando ...sentindo.


Estou a 3 anos sem o uso de drogas, como está sendo ficar limpo esse tempo... Devo dizer que foi um turbilhão de sentimentos, de muitos questionamentos, de aprendizado, entendimento. Aceitar a vida sem anestesia, voltar pra esse mundo real.
Ficar sem droga a essas alturas é o de menos, a vontade ainda existe, mas fica em segundo plano. O mais complicado foi e ainda é mudar todos os hábitos adquiridos ao longo de tantos anos. Entender dentro de mim, o que é razão, o que é emoção. O que eu sempre pensei...o quanto sou eu de verdade e o que é resquício das drogas, ter compreensão, humildade para aceitar que muitos dos meus pontos de vista estavam errados.Não mudei em muitas atitudes externas, trabalho, disciplina, ainda não vi grandes mudanças, mas internamente, muita coisa mudou...Consegui nesses 3 anos limpo, me respeitar, sempre fui introspectivo, penso, penso, racionalizo, peso, sinto, se houver um sentido emocional, faço, se não tiver, não faço, simples assim. Não me prendo mais, já que o meu conceito de liberdade era totalmente errado, pois era escravo das drogas e agora não sou mais, me dou ao direito de ir e vir, pela minha razão sim, mas sem deixar jamais de lado o meu sentimento, eu sou a pessoa mais importante, pra mim mesmo. Se eu não estiver inteiro, ninguém que amo estará (não no meu ponto de vista).É a vida tomou outro foco, outro rumo, quero mais de mim, quero mais dos que me ajudam, mas quero só o suficiente, não faço sobre hipótese alguma, o que não me faz sentir bem comigo mesmo.
Aprendi a abrir mão do “controle” se o meu foco, o meu jeito de fazer ou pensar está em desacordo com o que quer o, então não ajo, não faço do meu modo, deixo nas mãos de Deus, pode parecer algo de religião isso, mas não, é aprender a entregar algo da minha vida, nas mãos de Deus, isso me deu uma paz interior enorme, isso se chama fé.Estou me encontrando!!... Vocês não tem noção do quanto quis, desejei, implorei por isso.Ser apenas eu, sentir de verdade, ser humano, viver esse momento, sem estar perturbado. Momento paz de espírito. Amém!